Benefícios do Tomate para a saúde

Se você se refere ao tomate como uma fruta ou um vegetal, não há dúvida de que o tomate é um nutriente denso, super saudável que a maioria das pessoas deveria usufruir.

O tomate foi denominado um “alimento funcional”, uma iguaria que está muito além de fornecer apenas nutrição básica. Devido aos seus fitoquímicos benéficos (substâncias responsáveis pela cor e proteção de doenças nos alimentos), como o licopeno, os tomates também desempenham um papel na prevenção de doenças crônicas e oferecem outros benefícios para a saúde.

tomate propriedades

Apesar da popularidade do tomate, há apenas 200 anos, nos EUA, pensava-se que o legume era venenoso, provavelmente porque a planta pertence à família da erva-moura, das quais algumas espécies são de fato venenosas.

Benefícios do Tomate

Os benefícios do consumo de frutas e legumes de todos os tipos, incluindo os tomates, são impressionantes. À medida que a quantidade de alimentos vegetais na dieta aumenta, o risco de doenças cardíacas, diabetes e câncer diminui.

A alta ingestão de frutas e vegetais também está relacionada à pele e cabelo saudáveis, o aumento de energia e menor peso. A ampliação do consumo de frutas e vegetais diminui significativamente o risco de obesidade e mortalidade geral. Além disso, a fruta também previne:

  • Câncer – Como uma excelente fonte de vitamina C e outros antioxidantes, os tomates podem ajudar a combater a formação de radicais livres que causam câncer.
  • Câncer de próstata – O licopeno tem sido associado à prevenção do câncer de próstata em vários estudos. Entre os homens mais jovens, dietas ricas em betacaroteno (pigmentos naturais responsáveis pelas cores vibrantes em algumas frutas e legumes), podem desempenhar um papel protetor contra o câncer de próstata.
  • Câncer colorretal – As altas ingestões de fibras de frutas e vegetais estão associadas a um menor risco de câncer colorretal. Pessoas que têm dietas ricas em tomates podem ter um menor risco de certos tipos de câncer, especialmente cânceres de próstata, pulmão e estômago. Porém, mais pesquisas são necessárias para descobrir qual papel o licopeno pode desempenhar na prevenção ou tratamento do câncer. O consumo de betacaroteno demonstrou ter uma relação inversa com o desenvolvimento do câncer de cólon na população japonesa.
  • Pressão sanguínea – Manter uma baixa ingestão de sódio ajuda a deixar a pressão arterial saudável. Entretanto, aumentar a ingestão de potássio pode ser importante por causa dos seus efeitos de vasodilatação.  Também se pode concluir que uma alta ingestão de potássio está associada a 20% na diminuição do risco de morrer de variadas causas.

tomate

  • Saúde do coração – O teor de fibra, potássio, vitamina C e colina dos tomates suporta a saúde cardíaca. Um aumento no consumo de potássio juntamente com a diminuição na ingestão de sódio é a mudança dietética mais importante que a pessoa pode fazer para reduzir o risco de doença cardiovascular. Tomates também contêm ácido fólico, o que ajuda a manter os níveis de homocisteína (aminoácido que em excesso pode provocar a coagulação de sangue) em equilíbrio, reduzindo assim um fator de risco para doença cardíaca. As altas ingestões de potássio também estão ligadas à redução do risco de acidente vascular cerebral, proteção contra perda de massa muscular, preservação da densidade mineral óssea e redução na formação de cálculos renais.
  • Diabetes – Estudos têm mostrado que pessoas com diabetes tipo1 que consomem dietas com fibras elevadas têm níveis mais baixos de glicemia (taxa de glicose no sangue), enquanto as pessoas com diabetes tipo2 podem ter níveis de açúcar no sangue, lipídios e insulina melhorados. Uma xícara de tomate cereja, por exemplo, fornece cerca de 2 gramas de fibra. Recomenda-se 21-25 g de fibra por dia para mulheres e 30-38 g / dia para homens.
  • Constipação – Comer alimentos com alto teor de água e fibras, como o tomate, pode ajudar na hidratação. Além de promover o bom funcionamento intestinal. A fibra dá volume às fezes e é essencial para minimizar a prisão de ventre.
  • Saúde ocular – Os tomates são uma fonte rica de licopeno, luteína e betacaroteno, poderosos antioxidantes que demonstraram proteger os olhos contra danos ocasionados por luz, associados ao desenvolvimento de cataratas e degeneração relacionada à idade. O estudo de doenças oculares relacionadas à idade descobriu recentemente que as pessoas com alta ingestão dietética de luteína e zeaxantina (ambos os carotenoides encontrados nos tomates) apresentavam redução de 35% no risco de degeneração.
  • Pele – A síntese de colágeno, um componente essencial da pele, cabelo, unhas e tecido conjuntivo, dependem da vitamina C. A deficiência de vitamina C leva ao escorbuto. Como a vitamina C é um poderoso antioxidante, uma baixa ingestão está relacionada ao aumento do dano causado pela luz solar, poluição e fumaça, levando a rugas, flacidez da pele, manchas e outros efeitos adversos para a saúde.
  • Gravidez – A ingestão adequada de ácido fólico é essencial antes e durante a gravidez para proteger contra defeitos do tubo neural em lactentes.
  • Depressão – O ácido fólico nos tomates pode ajudar com a depressão, evitando que um excesso de homocisteína se forme no corpo, o que pode impedir que o sangue e outros nutrientes cheguem ao cérebro. O excesso de homocisteína interfere na produção de hormônios sensíveis à serotonina, dopamina e norepinefrina, que regulam o humor, o sono e o apetite.

Propriedades do Tomate

Cientificamente chamado de Solanum lycopersicum, os tomates são uma rica fonte de vitaminas A e C, além do ácido fólico. Eles contêm uma grande quantidade de nutrientes benéficos e antioxidantes, incluindo ácido alfa lipoico, licopeno, colina, ácido fólico, betacaroteno e luteína.

Existem diversos tipos de tomate:

  • Tomate Carmem – Também conhecido como “Longa Vida”, porque dura bastante. É ideal para saladas.
  • Tomate Caqui – Ideal para vinagrete. Tem acidez e frescor.
  • Tomate Holandês – Vem com raminho, também ideal para saladas.
  • Tomate Débora – Bom para o dia a dia. Com menor acidez, mas muitas sementes. Serve tanto para molhos quanto saladas.
  • Tomate Italiano – Alongado, é o melhor para fazer molho. Tem menos sementes e mais carnudo.
  • Tomate Cereja – Pequeno e adocicado. Refrescante, é indicado para canapés, saladas e espetinhos.
  • Tomate Sweet Grapes – Doce e parecido com uma uva, também pode ser usado para canapés, saladas e espetinhos.

Um tomate médio (aproximadamente 123 gramas) fornece:

  • 22 calorias,
  • 0 gramas de gordura,
  • 5 gramas de carboidratos (incluindo 1 grama de fibra e 3 gramas de açúcar),
  • 1 grama de proteína.

Quando cozidos, a disponibilidade de nutrientes-chave aumenta, como os carotenoides, licopeno, luteína e zeaxantina. Os tomates cozidos fornecem consideravelmente mais luteína e zeaxantina do que tomates secos ao sol e tomates cereja naturais.

O licopeno é o antioxidante que dá aos tomates a sua intensa cor vermelha. Os tomates representam 80% do consumo de licopeno na dieta média.

A colina é um nutriente importante encontrado nos tomates que ajuda no sono, no movimento muscular, na aprendizagem e na memória. A colina também ajuda a manter a estrutura das membranas celulares, auxilia na transmissão de impulsos nervosos, na absorção de gordura e reduz a inflamação crônica.

Receitas com Tomate

Certifique-se de armazenar os tomates frescos à temperatura ambiente. Evite a refrigeração, pois isso faz com que percam seu sabor.

Dicas:tomate benefícios

  • Tomates cereja em patês ou misturados com iogurte podem realçar um lanche;
  • Adicione tomate fatiado ou tomate seco em seus sanduiches e canapés;
  • Adicione tomates enlatados em cubos (baixo teor de sódio) ao molho de tomate caseiro quando preparar o macarrão;
  • Tomates descascados ou cozidos, enlatados e até molho de tomate servem como base para sopas;
  • Faça torrada com fatias de abacate e tomate para ousar com a fruta;
  • Faça um vinagrete rápido com tomate em cubos, cebola, pimenta, coentro e lima recém-espremido;
  • Pegue tomates frescos e adicione-os no arroz e feijão, saladas ou carnes. Adicione-os também nos omeletes ou faça tomates recheados, para uma refeição saudável e equilibrada;
  • Corte tomates frescos em fatias e junte muçarela fatiada com vinagre balsâmico e manjericão picadinho e faça uma bruschetta rápida para um aperitivo.

Para quem gosta de lidar com a terra, há a maravilhosa opção de plantar tomate. Assim, o preço será nulo e a confiança e orgulho total, ao consumir um produto que sai da própria horta.

Malefícios do tomate

Todo ano, é feita uma lista de frutas e vegetais com os maiores níveis de resíduos de pesticidas. Os tomates são frequentemente citados nessa lista, levando a sugerir que as pessoas comprem tomates orgânicos sempre que possível, de modo a minimizar a exposição a pesticidas.

No entanto, ainda é muito mais benéfico incluir uma enorme variedade de produtos não orgânicos na dieta, do que apenas comer uma pequena quantidade de produtos orgânicos. Os benefícios nutricionais de comer os tomates plantados de forma convencional (não orgânica) compensam muito o risco de não comer produtos. Porém, os tomates devem ser lavados antes de comer.

Os betabloqueadores, um tipo de medicamento geralmente prescrito para doença cardíaca, podem causar níveis de potássio no sangue. Os alimentos com alto teor de potássio, como os tomates, devem ser consumidos com moderação ao tomar betabloqueadores.

Consumir muito potássio pode também ser prejudicial para aqueles cujos rins não são totalmente funcionais. Se seus rins não conseguem remover o excesso de potássio do sangue, isso pode ser fatal.

 

Artigos Relacionados

Benefícios e Propriedades do Orégano

Benefícios e Propriedades do Açafrão

Benefícios e Propriedades da Cereja

Benefícios e Propriedades do Caqui

Benefícios e Propriedades do Figo