Benefícios do Mexilhão para a saúde

O mexilhão é um molusco que (assim como a ostra e o marisco) pertence à classe bivalve, ou seja, possui uma concha que se divide em duas partes. Ele pode ser encontrado nos oceanos do mundo todo, além de rios e lagos de água doce. Algumas das espécies conhecidas são o mexilhão zebra, mexilhão azul e mexilhão dourado.

O mexilhão animal vive agarrado às rochas ao longo das praias, formando colônias. A sua concha apresenta uma tonalidade negro azulada, sem nenhum ornamento. A reprodução selvagem ocorre de forma rápida e ele também é capaz de produzir pérolas, algumas consideradas bem valiosas no mercado.

Esses moluscos desempenham um papel importante na limpeza dos oceanos, já que removem partículas tóxicas da água ao se alimentarem, equilibrando os níveis de oxigênio. A aquicultura (criação de animais aquáticos para o uso humano) não requer grande gastos financeiros, pois esse animal não precisa ser alimentado e dispensa cuidados especiais.

O mexilhão preço médio é de cerca da R$ 30,00 o quilo. Ele é vendido a granel ou desmariscado (sem casca), principalmente adquirido por donos de bares e restaurantes e sendo altamente comercializado em vários países pelo mundo. Além de ter um preço bem acessível, o preparo é rápido e é saboroso.

Apesar de o mexilhão e marisco não serem muito lembrados quando se fala sobre benefícios nutricionais, trata-se de um alimento que apresenta uma grande vantagem para a saúde, pois a carne é muito nutritiva.

Ao comprar, escolha os exemplares que apresentem as conchas completamente fechadas, com aspecto brilhante e úmido. Apesar de ter um aroma forte, não deve ser desagradável. É importante comprar em lugares onde a procedência seja confiável e não é recomendado pegar o próprio mexilhão na praia se não tiver plena certeza que as águas não estejam poluídas.

O mexilhão se deteriora de forma rápida e, por esse motivo, o processo de escolha, preparo e consumo deve ser feito sem demora. Além disso, como esse animal se alimenta filtrando a água do mar, pode acabar absorvendo certas toxinas e, por isso, é importante fazer a limpeza com atenção.

Use uma faca pequena para remover a crosta grossa que recobre a casca do mexilhão. Em seguida, lave bem em água corrente, preferencialmente usando uma escova de cerdas finas para fazer uma limpeza mais completa.

Após cozinhar, as conchas que não se abrirem devem ser descartadas, pois significa que não estão boas para serem consumidas. Se a receita pedir o mexilhão sem concha, puxe-o para remover a carne por completo. Em seguida, retire o anel que envolve a parte macia e descarte.

Grande parte dos seus nutrientes são perdidos quando o molusco é congelado ou cozido. Por esse motivo, a melhor maneira de consumir mexilhões é em sua forma crua.

Benefícios do mexilhão

Entre as propriedades do mexilhão encontramos as proteínas, ferro, betaína, zinco, ácido fólico, manganês, sêlenio, fósforo, vitamina C, vitamina B 12. Por conta dessa grande variedade de vitaminas e minerais, o seu consumo traz inúmeros benefícios para a saúde, como a ação anti-inflamatória, proteção da saúde cerebral, fortalecimento do sistema imunológico, entre outros.

  • Combate a artrite

O mexilhão é um excelente alimento para a prevenção e tratamento da artrite, pois é uma fonte rica de ferro e betaína. Isso foi descoberto quando observaram que neozelandeses que consumiam mexilhões regularmente apresentavam uma maior resistência às dores nos ossos e deterioração das suas articulações na velhice.

A partir de então, pesquisas foram realizadas para identificar as propriedades desse molusco. O resultado foi que o mexilhão ajuda a estimular a produção de leucotrienos, substância contribui de maneira eficaz para a redução da inflamação, que é a causa principal da artrite.

  • Previne a osteoporose

O consumo de mexilhão ajuda a eliminar a inflamação, o que faz com que o desgaste dos ossos com o passar dos anos seja minimizado. Além disso, ele contém minerais que promovem uma maior resistência para os ossos, deixando-os mais fortes e saudáveis.

  • Melhora a circulação

Manter uma boa circulação sanguínea é um fator essencial para evitar a ocorrência de ataques cardíacos. Por essa razão, o consumo do mexilhão é recomendado, pois ele possui entre as suas propriedades componentes que contribuem para o fortalecimento das paredes das artérias, evitando que elas acabem enfraquecendo e se rompam. Dessa forma, os vasos sanguíneos se mantêm mais saudáveis, protegendo o sistema cardiovascular.

  • Previne a anemia

Uma porção de 200 gramas de mexilhões cozidos contém mais de 100% da quantidade diária de ferro recomendada. O ferro tem um papel fundamental para a produção das células vermelhas, que são responsáveis pelo transporte de oxigênio. Por conta disso, o consumo desse alimento evita a anemia provocada pela deficiência desse mineral.

  • Ajuda no combate ao ganho de peso

Substituir a carne vermelha pelo mexilhão é uma opção que oferece uma menor quantidade de calorias ao corpo, cerca de 25% menos. Além disso, a carne do mexilhão apresenta a mesma quantidade de proteína que a carne, mas com menos gordura.

  • Melhora a saúde da pele

O mexilhão, assim como outros frutos do mar, é rico em ômega 3 e zinco, sendo por isso um alimento muito indicado para manter a pele com aparência saudável. Além disso, ele contém diversos nutrientes e minerais que ajudam a fortalecer os cabelos, unhas e dentes, o que o faz um alimento que pode ser consumido também para fins estéticos.

O extrato feito a partir do extrato do mexilhão aumenta a elasticidade da pele, o que previne o envelhecimento precoce.

  • Beneficia a fertilidade

Quem deseja ter um filho e encontra dificuldades, comer mexilhões pode auxiliar de forma positiva. O motivo é porque pesquisas recentes mostraram que esse alimento faz aumentar o volume de fluidos sexuais e a sua viscosidade, tanto em homens como em mulheres, o que faz com que as chances de uma concepção sejam ampliadas.

  • Fortalece o sistema imunológico

O mexilhão, quando consumido regularmente, ajuda a aumentar a produção de anticorpos em nosso corpo, o que evita o surgimento de infecções provocadas por vírus e bactérias. Por essa razão, ao proteger o sistema imunológico, ele pode contribuir para prevenir gripes e esfriados, por exemplo.

  • Previne a asma

As propriedades anti-inflamatórias encontradas no mexilhão ajudam a reduzir os sintomas provocados pela asma. Estudos realizados com pessoas que consumiram o extrato feito com esse molusco tiveram uma redução bem significativa dos sintomas.

Malefícios do mexilhão

Mesmo que os mexilhões tragam inúmeros benefícios para a nossa saúde, é preciso ter um certo cuidado em relação ao seu consumo. Isso porque há pessoas que podem ter reações negativas como seu consumo, como dores estomacais, diarreia e gases.

Outro fator que deve ser levado em consideração é que esse alimento não deve ser consumido de maneira excessiva por mulheres grávidas, pois estudos revelam que pode resultar em complicações na gravidez. O mexilhão contém certos minerais e compostos que, quando ingeridos em grande quantidade, podem ser prejudiciais. Por esse motivo, o recomendado é consumir sempre com moderação.

Receitas com mexilhão

Confira a seguir algumas receitas que usam o mexilhão como principal ingrediente.

Mexilhão a vinagrete

Ingredientes

  • 500 g de mexilhões
  • 1 cebola roxa picada
  • 1 tomate vermelho em cubos
  • 1/4 de pimentão amarelo e vermelho
  • Coentro
  • Cebolinha
  • Limão
  • Vinagre de maçã
  • Azeite extra virgem
  • Sal

Modo de preparo

  1. Lave os mexilhões com limão e leve-os para cozinhar por 10 minutos em uma panela sem adicionar água, temperando com pimenta-do-reino e sal. Em seguida, escorra e deixe reservado.
  2. Numa frigideira grande, coloque o azeite e refogue a cebola, tomate, pimentão e vinagre de maçã.
  3. Deixe ferver por cerca de 5 minutos e acrescente o coentro e a cebolinha.
  4. Adicione os mexilhões e tempere usando limão, vinagre e azeite.
  5. Leve para a geladeira por mais ou menos 2 horas e sirva com torradas.

Mexilhão com arroz

Ingredientes

  • 1 kg de mexilhão limpo
  • 2 xícaras de arroz
  • 4 xícaras de água quente
  • 2 dentes de alho
  • 4 colheres (sopa) de azeite de oliva
  • 1 cebola
  • 1 tomate
  • 1 pimentão
  • Sal a gosto
  • Pimenta a gosto
  • Salsinha picada a gosto
  • Coentro a gosto

Modo de preparo

  1. Em uma panela, coloque o azeite e refogue a cebola e o alho, acrescentando o mexilhão em seguida.
  2. Adicione o pimentão e o tomate, deixando cozinha por 5 minutos.
  3. Em seguida, inclua a água, o arroz, pimenta, coentro e sal.
  4. Deixe cozinhar até que o arroz esteja no ponto.
  5. Na hora de serve, salpique com a salsinha picada.

Salada de mexilhão

Ingredientes

  • 1 kg de mexilhões
  • 3 colheres (sopa) de manteiga
  • 1 cebola
  • 1 lata de creme de leite
  • ½ xícara (chá) de vinho branco
  • 1 colher (sopa) de sumo de limão
  • 1 cenoura ralada
  • 1 nabo ralado
  • 1 xícara de (chá) de azeitonas pretas (sem caroço)
  • 1 colher (chá) de molho de pimenta
  • 2 colheres (sopa) de cebolinha e salsa picados
  • 1 sachê de tempero à base de peixe
  • Sal a gosto

Modo de preparo

  1. Coloque a manteiga numa panela e aqueça no fogo até que derreta.
  2. Acrescente a cebola para refogar e, em seguida, despeje o vinho e adicione os mexilhões. Cozinhe por 5 minutos, apague o fogo e deixe esfriando.
  3. Coloque numa saladeira os mexilhões, nabo, cenoura, sal, molho de pimenta, sachê de tempero à base de peixe, sumo do limão, azeitonas, cebolinha e salsa.
  4. Misture bem todos os ingredientes e sirva frio.