Benefícios do Açúcar Mascavo para a saúde

O açúcar mascavo possui uma cor diferente do açúcar refinado. Seu sabor remete ao da rapadura. Embora tanto o açúcar mascavo quanto o açúcar cristal sejam extraídos da cana-de-açúcar, os processos são diferentes.

Quando comparado com outros açúcares, o açúcar mascavo frequentemente se sobressai. Em contrapartida, é importante salientar que todos os tipos de açúcar contêm calorias, que, por sua vez, podem aumentar a glicose no sangue.

Salienta-se que o consumo em excesso do açúcar pode contribuir para o desenvolvimento de diabetes, por exemplo. O açúcar deve ser utilizado com cautela no preparo de alimentos e, somado a isso, a prática regular de atividades físicas.

Benefícios do açúcar mascavo

Observe a seguir os benefícios do açúcar mascavo:

1. Auxilia no processo de emagrecimento;

2. Proporciona alívio de cólicas menstruais;

3. Fornece mais energia ao corpo;

4. Contribui para o processo digestivo;

5. Abundante em antioxidante; e

6. Faz bem para a pele.

Em paralelo, o açúcar mascavo possui em sua composição a sacarose, glicose, magnésio, sódio, frutose, dentre outros. Sendo assim, esse alimento é considerado rico em vitaminas e minerais.

Destaca-se que a textura, cor e sabor podem sofrer variações dependendo do produtor. Quanto mais forte a cor do açúcar, mais sais minerais e vitaminas estarão presentes.

Propriedades do açúcar mascavo

Observe a seguir as propriedades do açúcar mascavo:

Quanto mais escuro o açúcar, maior a quantidade de vitaminas e minerais. Em contrapartida, o valor calórico permanece inalterado. Além disso, o açúcar mascavo é tão prejudicial à saúde quanto o branco, e pessoas diabéticas devem tomar o mesmo tipo de cuidado.

O açúcar mascavo pode se apresentar na cor marrom ou dourado. Isso se dá devido à presença de melaço, que possui quantidades expressivas de ferro, cálcio e magnésio.

Vantagens do açúcar mascavo

O açúcar mascavo possui um sabor mais característico e a cor um pouco mais escura. Isso se dá devido ao processo de cozimento e cristalização da cana-de-açúcar.

Como o açúcar mascavo não passa pelo processo de refinamento, os nutrientes, como cálcio e ferro, são mantidos.

No que tange aos valores nutricionais, o açúcar mascavo é muito mais vantajoso.

É fundamental mencionar que o excesso de açúcar aumenta os índices de triglicérides. Com isso, há a probabilidade de diabetes e entupimentos das artérias. Devido a tanto, ressalta-se que o açúcar deve ser consumido com moderação e, preferencialmente, que não tenha substâncias aditivas.

Diferenças entre açúcar mascavo e refinado

O açúcar mascado tende a preservar mais as características da cana-de-açúcar. Como ele não passa pelo processo químico de refinamento, as propriedades são mantidas. Adicionalmente, ele não recebe aditivos químicos.

Quando o açúcar mascavo é produzido de forma artesanal e/ou não passa pelos processos de centrifugação ou purificação do caldo, tende a apresentar um maior teor de impurezas e umidade.

Cabe destacar que, embora os níveis de nutrientes presentes no açúcar mascavo sejam baixos, ele possui antioxidantes. Logo, as células são protegidas do ataque de radicais livres. Ademais, o açúcar mascavo é mais facilmente assimilado ao sangue.

Quanto ao açúcar refinado branco, presente diariamente na mesa das pessoas, é o resultado de um longo processo químico. Como ele passa pela técnica de refinamento, nutrientes fortes são expurgados e aditivos químicos são acrescentados, como o enxofre, na fase de fabricação.

Acompanhe a seguir alguns problemas que podem ser desencadeados por consumo desenfreado do açúcar:

1. Perda de cálcio (osteoporose);

2. Doenças periodontais (gengivite);

3. Perda de magnésio (infecções);

4. Perda de vitaminas do complexo B (diabetes); e

5. Hiperglicemia.

Quantidade recomendada de açúcar mascavo

Uma colher (chá) de açúcar possui 11 calorias. Além disso, ele não possui gordura e colesterol.

A Organização Mundial de Saúde sugere que seja consumido até 5% de açúcar diariamente. Isso significa que o consumo deve ser de, no máximo, 25 gr por dia de doce. Para adoçar bebidas, por exemplo, isso seria em torno de seis colheres de chá ou duas colheres de sopa.

Sob outra perspectiva, é fundamental ter atenção aos alimentos industrializados e/ou feitos em casa, como biscoitos recheados e bolos. Há que se manter o olhar voltado, também, para os açúcares naturais, como sucos de fruta industrializados, xaropes e mel. Os refrigerantes podem conter até quarenta gramas de açúcar.

Os açúcares recomendados pela Organização são aqueles que estão presentes em frutas e vegetais. Com base nos estudos, não há indícios de que esses alimentos são prejudiciais à saúde. Ademais, estudos demonstraram que, tanto crianças quanto adultos que consomem quantidades significativas de açúcar, apresentam cáries dentárias ou obesidade.

Como usar açúcar mascavo

Atualmente, há diversas opções de açúcares disponíveis no mercado. Com isso, tornou-se possível combinar alimentos para amenizar os efeitos que podem ocasionar.

Nesse panorama, é importante ressaltar a quantidade consumida, bem como a frequência da utilização do açúcar na mesa. Sugere-se que o consumo seja equilibrado, haja vista que um aumento substancial pode acarretar sérios problemas de saúde.

Considerando que o açúcar mascavo não passa pelo processo de refinamento, sua qualidade tende a ser muito melhor quando comparado com o açúcar refinado. Além disso, o mascavo apresenta minerais que não estão presentes na versão refinada.

Tendo em vista os benefícios, o açúcar mascavo pode ser utilizado no preparo de bolos e tortas, bem como:

1. Bolo de mel;

2. Bolo de especiarias;

3. Brownie de chocolate; e

4. Cookies.

Faz-se válido destacar que a substituição do açúcar comum por um refinado pode fazer com que a sobremesa fique com a consistência um pouco diferente. Isto é, pode ficar mais cremosa e suscetível às mudanças bruscas de temperatura.

No que se refere ao armazenamento, opte por guardá-lo em um recipiente vedado, visto que essa prática evita a perda de umidade e solidificação.

Quem tem diabetes pode consumir açúcar mascavo?

Pessoas que têm diabetes podem consumir o açúcar mascavo, entretanto, a quantidade deve ser observada. É importante ter em mente a quantidade consumida, bem como o valor calórico e gramas de carboidrato.

Vale acrescentar que o açúcar mascavo adoça da mesma maneira que o açúcar comum. Entretanto, é importante avaliar a quantidade de carboidrato.

Observe a seguir algumas sugestões para ter uma alimentação melhor:

1. Reduza a quantidade de açúcar ao adoçar café e suco;

2. Leia com atenção o rótulo dos produtos;

3. Diminua o consumo de refrigerantes e sucos industrializados;

4. Acrescente frutas à alimentação; e

5. Prefira alimentos feitos em casa.

Fabricação de açúcar mascavo

A fabricação de açúcar mascavo consiste na extração do caldo de cana. Isso acontece porque o açúcar está contido no vegetal. Feito isso, deve ser coado e, posteriormente, colocado em uma panela de ferro e levado ao fogo.

Em seguida, mexa constantemente com uma colher de pau. Essa prática evitará que grude no fundo e tampouco empedre. A partir de então, é preciso ter sensibilidade para perceber quando o caldo começará a ficar consistente e cristalizar. Coloque em formas e deixe secar.

Desse processo resulta diversos tipos de açúcares, como açúcar mascavo, açúcar cristal e açúcar orgânico, por exemplo. Adicionalmente, é possível obter, também, rapadura, álcool e melado.

Por fim, enfatizamos que comer doces ocasionalmente não fará com que o indivíduo se torne obeso. Lembre-se que os hábitos diários transformam a qualidade de vida. O importante é que escolhas adequadas sejam feitas e que cada vez mais o calor nutritivo e calórico estejam ao alcance de todos. A melhor sugestão é equilibrar o consumo de açúcares e a prática regular de atividades físicas.