Benefícios do Rosbife para a saúde

O rosbife pode ser considerado o prato-símbolo da Inglaterra. Consiste numa parte do boi – maminha ou miolo da alcatra, lagarto, patinho, contrafilé ou filé mignon, entre outras opções – enrolada num cilindro e assada de maneira a estar bem passada por fora, inclusive com uma crosta crocante e caramelizada e de cor rosada que vai avermelhando ao chegar no centro, e malpassada por dentro.

Não à toa, seu nome em inglês, Roast Beef, significa “carne de vaca assada”. Em seu país natal, é o prato tradicional dos domingos, quando costuma ser servido cortado em fatias finas e com acompanhamentos. Mas uma alternativa igualmente famosa é sua utilização como recheio de sanduíches, em qualquer ocasião – como exemplos, o beirute brasileiro e o bauru no Brasil, o beef on weck sandwich do estado de Nova York, e o smørrebrød dos escandinavos.

Portanto, neste texto vamos ver os benefícios do rosbife, seus nutrientes, sua importância cultural (inclusive para o Brasil!), receitas de rosbife (isto é, como prepará-lo) e receitas com rosbife. Continue lendo!

Importância do rosbife

Na Inglaterra, a história do surgimento deste prato confunde-se um pouco com a história do próprio país. Ele surgiu numa época em que a maioria da população inglesa não dispunha de forno em casa. Enquanto os ricos assavam a parte de trás da rês em espetos, os menos afortunados levavam sua carne para assar no forno da padaria, a caminho da igreja – o tempo de duração da celebração religiosa era o tempo exato para a carne ficar assada na medida certa. Em casa é que eles a temperavam e cortavam. Era dessa forma que conseguiam garantir o almoço de domingo, uma vez que, neste dia, considerado sagrado, não se fazia pão.

benefícios do rosbife

O rosbife se espalhou pelo mundo, e pode-se dizer que é popular em países como Portugal e Brasil – aqui, por exemplo, a variedade de partes do boi usadas para fazer o rosbife é maior do que na versão original. Mas, além disso, o prato fez história própria em terras brasileiras: é um dos ingredientes do bauru, sanduíche tombado como patrimônio cultural imaterial do estado de São Paulo em 2018.

Conta-se que seu inventor foi Casimiro Pinto Neto, conhecido como Bauru, que estudava Direito no Largo São Francisco, e que em 1937 chegou à cantina da faculdade e pediu para o chapeiro cortar um pão ao meio, tirar um pouco do miolo, colocar queijo derretido e rosbife. Quando alguém que estava ao lado reclamou da falta de vitaminas, ele pediu para adicionar umas rodelas de tomate. Um amigo de Bauru, o primeiro a provar daquele sanduíche, batizou-o ao pedir ao chapeiro: “Me vê um desse do Bauru”. Hoje, ele pode levar também rodelas de pepino e/ou de picles.

Propriedades do rosbife

Falar de rosbife é falar de carne de boi, ou seja, ela tem todos os nutrientes e benefícios encontrados na carne bovina. Ela é rica em proteínas e vitaminas, veja só.

Proteínas

  • Proteína de alto valor biológico: responsável por grande parte do nosso peso, ou seja, é essencial para quem está crescendo.
  • L-carnitina: atua no metabolismo de gorduras. Apesar do que pode parecer, uma das suas propriedades é atenuar a hipertensão e evitar inflamações nos órgãos do aparelho cardiovascular, pois melhora os níveis de glicemia e de colesterol em diabéticos do tipo 2. Também atua na perda de peso.
  • Creatina: aumenta a massa muscular, e assim melhora a disposição e resistência para os exercícios físicos.
  • Glutationa e carnosina: propriedades antioxidantes: ajudam na regeneração de células e combatem os radicais livres, retardando assim o envelhecimento e o aparecimento de doenças incapacitantes, contribuindo para o aumento da longevidade. Sua falta aumenta o estresse oxidativo e inflamações gerais.

Vitaminas

  • Ferro: um dos elementos mais abundantes na carne, é responsável pelo transporte de oxigênio do sangue para as células. Sua falta causa a anemia.
  • B12 (cobalamina): junto com o ferro, atua no transporte de oxigênio do sangue para as células. Além disso, protege a bainha de mielina, espécie de capa que envolve cada um dos nossos neurônios. Sua falta pode causar anemia e mau funcionamento do sistema nervoso.
  • E: responsável pela regeneração da pele (junto com a glutationa e a carnosina).
  • Zinco: é importante na gravidez, regenera as células, protege contra doenças como Alzheimer, regula o funcionamento dos olhos, entre outras funções.
  • Potássio: melhora o sistema nervoso e torna os ossos mais resistentes, entre várias outras funções.
  • Fósforo: é responsável por diversas funções: atua no desenvolvimento de proteínas, que irão formar os mais diversos órgãos do corpo; fortalece ossos, dentes, músculos e nosso sistema imunológico, desempenha funções nos sistemas nervoso e digestório, entre outras.
  • Selênio: funções antioxidantes.
  • Magnésio: atua sobre o funcionamento de mais de 300 tipos de enzimas.

Receitas com rosbife

Como fazer rosbife

Ingredientes:

  • 1 kg de lagarto bem limpo e num só pedaço (ou filé mignon, miolo de alcatra, contrafilé sem capa de gordura, maminha);
  • Sal;
  • Pimenta-do-reino;
  • Óleo vegetal.

Modo de preparo:

  • Aqueça o forno a 220ºC (alto).
  • Espalhe sal e pimenta em toda a superfície da peça e reserve.
  • Aqueça bem uma frigideira ou assadeira que possa ir do fogo ao forno e regue com um fio de óleo.
  • Ponha a carne na frigideira, deixando dourar bem de todos os lados.
  • Quando a carne estiver bem dourada, coloque-a no forno por 10 a 15 min para deixá-la malpassada (ela estará bem mole ao toque com a ponta do dedo), de 15 a 20min para ao ponto (a carne começará a enrijecer, porém ainda estará macia) e de 20 a 30min para bem passada (ela estará bem firme).
  • Retire a carne do forno, deixe-a repousar sobre um prato por aproximadamente 30min, vire-a algumas vezes para que seu suco seja distribuído, e leve-a à geladeira de 6 a 24h para repousar e firmar bem antes de cortar.
  • Agora o rosbife está pronto para ser servido fatiado, em sanduíches ou até mesmo em saladas. Pode ser consumido quente ou frio. Os acompanhamentos dependem sempre da cultura onde o rosbife está sendo preparado. Damos aqui algumas sugestões: pão, salada francesa de batata, mostarda.

Rosbife ao Molho de Pimenta-Verde

Ingredientes:

  • Rosbife:

-1 k de filé mignon;

-Sal e pimenta-do-reino a gosto;

-Azeite para dourar.

  • Marinada:

-1 tala de salsão picado;

-1 cenoura ralada;

-1 cebola ralada;

-3 dentes de alho amassados;

-Alecrim;

-Folhas de louro;

-100ml de molho inglês;

-1 cálice de vinho branco.

  • Molho de pimenta-verde:

-100g de manteiga;

 -1 cálice de vinho branco;

-30g de pimenta-verde fresca na salmoura.

Modo de preparo:

  • Deixe o rosbife repousar na marinada durante uma noite. Passado o período, enrole-o em barbante bem firme, até que forme um rolo. Em uma frigideira, leve-o para dourar em azeite até que uma crosta bem dourada seja formada. Deixe esfriar, fatie e reserve.
  • Molho: Em uma frigideira, derreta a manteiga, acrescente as pimentas escorridas, amasse-as de forma a liberar sabor. Acrescente o vinho e deixe evaporar, incorporando bem os ingredientes. Sirva com risoto de cenoura.

Beirute brasileiro

Ingredientes:

  • 1 pão sírio;
  • Fatias de rosbife a gosto (no original, é rosbife feito com lagarto);
  • 6 fatias de queijo cheddar;
  • 50ml de leite;
  • 1 ovo frito;
  • Alface crespa;
  • Tomate em rodelas;
  • Maionese a gosto;
  • Queijo catupiry a gosto.

Modo de preparo:

  • Comece fritando o ovo.
  • Em seguida, para montar o beirute, corte o pão sírio e coloque primeiro a alface, depois o tomate, maionese e por fim o rosbife.
  • Acrescente o catupiry, depois o ovo frito e por fim o cheddar.