Benefícios do Óleo de Incenso para a saúde

O Óleo de Incenso é extraído da árvore Boswellia Sacra, uma árvore considerada sagrada que é nativa da região próxima ao Mar Vermelho, Norte da África e Península Arábica. Ele é considerado uma das essências mais conhecidas no mundo em virtude das suas propriedades, que são usadas na preparação de meditação e rituais.  

Benefícios do Óleo de Incenso para a saúde

Em diferentes culturas e religiões, o incenso é visto como o vínculo de comunicação entre os humanos e os poderes celestiais. Segundo a Bíblia, o incenso foi um dos presentes recebidos pelo menino Jesus dos três reis magos. No Oriente Médio, ele é considerado de santa unção e usado em cerimônias religiosas há milhares de anos.

Na Grécia Antiga, os egípcios utilizam o incenso para criar máscaras faciais de rejuvenescimento. Atualmente, ele é usado para fazer perfumes e produtos relacionados com os cuidados da pele, para combater o envelhecimento e manter a pele hidratada. O incenso também é muito utilizado na aromaterapia, uma fórmula terapêutica que utiliza o aroma de óleos essenciais para oferecer bem-estar físico e emocional.

O Óleo divino

O óleo de incenso é extraído pela destilação aquosa de resina aromática seca da árvore Boswellia Sacra, sendo utilizando por muitas nações em virtude de suas propriedades. Hipócrates recomendava mascar o incenso com mel para tratar a tosse e doenças pulmonares, assim como o segredo de beleza da rainha egípcia Cleópatra era o uso do óleo de incenso, que lhe dava a impressão de juventude eterna.

Atualmente, os médicos árabes utilizam o óleo para estacar sangramentos e tratar feridas. Contudo, não é possível cultivar a espécie em diferentes regiões, pois ela só cresce no seu habitat. Dessa forma, o incenso é cada vez mais valorizado.

Principais benefícios do Óleo de Incenso

Além do seu uso como cosmético e fragrância, o óleo de incenso oferece vários benefícios para a saúde, especialmente quando aplicado junto a outros óleos essenciais. Confira alguns benefícios:

  • Sistema imunológico

O óleo de incenso é considerado um grande antisséptico e até mesmo os vapores ou a fumaça obtidos a partir de sua queima têm qualidades antissépticas e desinfetantes. Ele é capaz de eliminar os germes no local onde for liberado e pode ser usado em feridas sem qualquer efeito colateral. Além disso, ele também é benéfico em feridas internas, protegendo contra o surgimento de infecções.

  • Saúde oral

Em virtude das suas qualidades antissépticas, o óleo de incenso também é bastante útil no tratamento de problemas orais, como aftas, cáries, dores de dente e mau hálito. Para incluir na sua rotina, basta procurar por produtos naturais que tenham o óleo de incenso na sua composição ou, até mesmo, criar a própria pasta de dente ou enxaguante bucal natural.

  • Adstringente

O óleo de incenso ajuda a fortalecer as raízes capilares e gengivas, assim como tonificar e levantar a pele e contrair músculos, vasos e intestinos. Isso garante proteção contra perdes prematuras de cabelo e dentes. A propriedade adstringente do óleo também é capaz de atuar na redução da aparência das rugas e na firmeza intestinal, de membros e músculos da região do abdômen. Ademais, o óleo de incenso também atua como coagulante, o que ajuda a estancar sangramentos de feridas ou cortes.

  • Emenagogo

O óleo de incenso auxilia na cura de sintomas relacionados ao período pré-menstrual, como náuseas, mudanças de humor, fadiga e dores abdominais e de cabeça. Assim como age reduzindo possíveis obstruções e atrasos associados à menstruação.

  • Carminativo

Em virtude de sua capacidade de reduzir os gases intestinais, o óleo de incenso atua promovendo o alívio de incômodos relacionados com dores na região abdominal e no estômago, assim como indigestão.

  • Cicatrizante

Quando aplicado de forma tópica ou inalado, o óleo de incenso é capaz de tratar de forma mais rápida cicatrizes oriundas de catapora, acne ou furúnculos. Esse benefício também inclui a redução de marcas de melasma, cicatrizes cirúrgicas e estrias.

  • Digestivo

O óleo de incenso tem propriedades digestivas, que não apresentam efeitos colaterais. Ele age facilitando a digestão ao acelerar a secreção dos sucos digestivos no estômago e facilitar o movimento dos alimentos pelos intestinos. Sendo assim, ele atua melhorando na digestão da comida no geral.

  • Antienvelhecimento

Considerado um citofilático, o óleo de incenso age promovendo a regeneração das células do nosso organismo que estão saudáveis, enquanto substitui as células velhas ou mortas por outras saudáveis e novas. Além disso, como também é considerado um adstringente, ele é um poderoso aliado do antienvelhecimento. O óleo de incenso ajuda a reduzir as manchas na pele provenientes do sol e ainda age tonificando a pele de todo o nosso corpo.

  • Diurético

O óleo de incenso ajuda a eliminar a água que está presente em excesso no nosso organismo, assim como gorduras, sódio, ácido úrico e outras toxinas. Por isso, ele é considerado um diurético.

  • Problemas respiratórios

Por atuar eliminando o muco que está depositado no trato respiratório e nos pulmões, o óleo essencial é ótimo para atuar na suavização de tosses. Além disso, ele age no alívio de congestões nasais e bronquites. Ele possui propriedades anti-inflamatórias e antidepressivas que promovem o relaxamento das vias respiratórios, o que consequentemente reduz as chances de ataques de asma.

  • Estresse e ansiedade

O óleo de incenso promove a sensação de relaxamento e possibilita a respiração profunda que, consequentemente, abre as passagens respiratórias e diminui a pressão sanguínea. Em virtude disso, ele induz ao sentimento de satisfação, paz mental e espiritualidade, diminuindo os sentimentos de ansiedade e raiva, além de reduzir o estresse e conduzir a mente a um momento de calma.

  • Uterino

Como o óleo de incenso atua na regulação da produção do estrogênio, hormônio cuja ação está relacionada com o controle da ovulação e com o desenvolvimento de características femininas, ele é importante para a saúde do útero. Com a regulação, as chances do surgimento de tumores depois da menopausa e de cistos no útero são reduzidas. Além disso, no período anterior à menopausa, o óleo ajuda a manter o útero saudável, pois age regulando os ciclos menstruais e tratando condições ginecológicas.

  • Combate a insônia

Como o óleo de incenso ajuda a combater o estresse, ele também auxilia na redução da tensão que causa a insônia. A dica para ter uma noite de sono bem dormida é deixar algumas gotinhas do óleo em um difusor ou em um forno dentro do quarto. A essência irá ajudar a relaxar e, consequentemente, dormir mais profundamente.

Propriedades cosméticas do Óleo de Incenso

O óleo de incenso apresenta diferentes benefícios para o nosso organismo, como vimos anteriormente, mas ele também é cosmeticamente muito útil em virtude de suas propriedades. Ele é considerado um dermoprotetor, anti-inflamatório e antisséptico, além de auxiliar na hidratação da pele de todo o corpo.

Indicado especialmente para peles mais maduras, o óleo de incenso possui qualidades rejuvenescedoras e efeito tonificante definido, que auxilia no combate ao aparecimento de rugas e ainda reduz as que já são existentes. Além disso, o óleo também é indispensável para o tratamento do cabelo, pois oferece um aspecto mais sedoso, brilhante e saudável aos fios.

Aprenda a queimar Óleo de Incenso

Uma das maneiras mais fáceis e baratas de difundir o aroma agradável e terapêutico do óleo de incenso pela casa é aquecê-lo levemente. Contudo, é preciso usá-lo com cuidado, pois, quando em excesso ou aquecido de maneira inadequada, o óleo pode produzir um cheiro muito forte que irá demorar um certo tempo para se dissipar totalmente.

Para queimar o óleo de incenso de maneira adequada, primeiro, encha o prato do difusor com água purificada, pois a química e os minerais que estão conditos na água encanada poderão alterar o aroma final do óleo. Em seguida, adicione de duas a 15 gotas do óleo da água e coloque uma vela luminária na base do difusor. Acenda-a e deixa o óleo esquentar por uns 10 minutos. Inspire o ar próxima para verificar a intensidade da essência. 

Vale ressaltar que a quantidade ideal de óleo depende muito da intensidade dele e do tamanho do ambiente que deseja perfumar com o aroma. Por isso, comece com algumas poucas gotas e vá duas de cada vez se quiser intensificar o aroma.