Benefícios do Carapiá para a saúde

A Dorstenia brasiliensis Lam, popularmente conhecida como Carapiá, é uma planta medicinal originária da América do Sul. Ela já é utilizada há centenas de anos, inclusive por povos indígenas, e é sobre ela que iremos falar a seguir.

É uma planta pequena, possuindo cerca de 20 centímetros de altura. Possui flores vermelhas e um sabor bastante amargo. Quanto a suas propriedades medicinais, elas se encontram especialmente em sua raiz, que é muito utilizada para fazer chás.

Ela é normalmente utilizada no tratamento de doenças digestivas, para desintoxicar o organismo e para diminuir a retenção de líquidos. Alguns índios utilizam-na até mesmo para induzir sonhos lúcidos.

A seguir, iremos falar um pouco mais sobre cada uma das propriedades e benefícios que seu consumo pode trazer, qual o modo de preparar, como consumir, onde comprar e quais as suas contraindicações.

Propriedades do Carapiá

Essa planta é conhecida por possuir as mais diversas propriedades medicinais. Elas estão concentradas principalmente em sua raiz, que é onde se encontram diversos óleos essenciais e sais minerais. Por conta disso, a forma mais popular e eficiente de aproveitar todas as propriedades é através do chá feito utilizando a raiz.

Algumas de suas principais propriedades são:

  • Ajuda a tratar diversos problemas do sistema digestivo, como dores de estômago, azia, queimação, má digestão, dentre outras;
  • Ajuda a regular o funcionamento do intestino e combater diversos problemas, como a prisão de ventre, diarreia, dores, cólicas e inchaço;
  • Auxilia no tratamento de problemas bucais, como infecções e inflamações de garganta;
  • Possui ação diurética, combatendo a retenção de líquidos e diminuindo o inchaço;
  • Ajuda o corpo a se desintoxicar.

A seguir, vamos entender melhor como cada uma dessas propriedades pode ajudar o organismo e nos trazer mais saúde e bem estar. Vamos conhecer todos os benefícios presentes no carapiá!

Benefícios do Carapiá

Essa planta é conhecida por possuir muitos benefícios. Vamos conhecer os principais deles a seguir:

Febre: sua raiz é conhecida por possuir substâncias que ajudam a abaixar a temperatura corporal e controlar a febre.

Diarreia: o consumo do chá do carapiá pode ser um excelente aliado no combate a diarreias e disenterias. Esses problemas, quando não tratados rapidamente, podem levar a outros mais graves, como a desidratação.

Prisão de ventre: assim como ajuda a combater disenterias, que são inflamações no intestino, o consumo dessa planta também pode ajudar a acabar com a prisão de ventre, regulando o funcionamento do intestino e acabando com dores e inchaços causados pelo problema.

Amigdalite e outros problemas bucais: outro uso medicinal atribuído a essa erva está relacionado com as doenças bucais. Algumas pessoas a utilizam para tratar afecções como, por exemplo, a amigdalite. Para isso, é preciso preparar o chá e realizar gargarejos, ao menos três vezes por dia.

Melhora a digestão: o Carapiá pode ajudar a melhorar a digestão de forma geral, desde o momento em que o alimento é ingerido até ser eliminado pelo organismo, diminuindo e ajudando a tratar problemas do sistema digestivo.

Dor de estômago: um dos problemas que podem ser tratados com o uso do chá de sua raiz são as dores de estômago, que muitas pessoas sentem após comer, principalmente quando consomem alimentos muito pesados.

Intoxicação alimentar: essa planta tem a capacidade de melhorar a digestão. Além disso, ela ajuda o organismo a eliminar todas as toxinas que ingeriu, acabando assim com a intoxicação alimentar.

Ação diurética: para pessoas que têm problemas de rim, essa planta pode ser uma grande aliada. Afinal, ela é conhecida por sua ação diurética. Ou seja, estimula o organismo a eliminar mais líquidos através da urina.

Diminui a retenção de líquidos: a ação diurética presente no carapiá faz com que ele seja excelente para quem deseja diminuir a retenção de líquidos, que é algo bastante incômodo e que causa diversos problemas como inchaços e dores.

Contra picadas de insetos: existem relatos de que alguns povos indígenas têm um costume bastante antigo de utilizar essa planta para tratar picadas de insetos, diminuindo assim a ação do veneno na pele.

Antídoto contra picadas de cobra: além das picadas de insetos, índios também utilizavam o carapiá até mesmo como um antídoto contra picadas de cobras. Porém, sua eficácia nesses casos não é comprovada pela ciência.

Doenças ginecológicas: algumas pessoas relatam que a utilização dessa planta pode ser muito eficiente no tratamento de algumas doenças ginecológicas. No entanto, é importante ressaltar que não existem pesquisas nem estudos comprovando a sua ação, e que o ideal é sempre procurar tratamento médico especializado,

Carapiá para sinusite: não existem relatos ou comprovações científicas de que a inalação ou o consumo do chá dessa planta possa trazer algum benefício para o tratamento da sinusite.

Carapiá erva dos sonhos

Essa erva também é conhecida por alguns povos indígenas como “erva dos sonhos”. Isso porque o seu uso vai além do medicinal. Eles também têm como tradição utilizá-la para provocar os chamados sonhos lúcidos, costume o qual vão passando de geração em geração e que se estende até os dias de hoje

Agora que você já sabe todos os benefícios que o carapiá pode trazer para a sua saúde, está na hora de aprender qual a melhor forma de consumi-lo!

Como consumir Carapiá

A forma mais indicada de consumir essa planta para se obter todos os benefícios que ela pode oferecer e aproveitar melhor suas propriedades é através do chá, que deve sempre ser feito e consumido no mesmo dia. A bebida é muito fácil de preparar. Vamos aprendê-la a seguir:

Chá de Carapiá

Ingredientes

  • 2 colheres de sopa de raiz de carapiá
  • 1 litro de água

Modo de preparo

  • Misture a raiz à água e leve ao fogo.
  • Quando surgirem as primeiras bolhas, conte 4 minutos.
  • Desligue o fogo e deixe tampado por mais 10 minutos.
  • Coe e tome em seguida.
  • Caso deseje, você pode consumir o restante ao longo do dia.
  • Se sentir necessidade, você pode adoçá-la com um pouco de mel. No entanto, o mais recomendado é sempre consumir os chás de ervas completamente puros, para aproveitar melhor as suas propriedades.

Quanto consumir

O recomendado é consumir pelo menos 2 xícaras por dia. No entanto, essa quantia pode variar bastante de acordo com sua idade, sexo, peso e objetivos. O ideal é começar com pouco e, caso sinta necessidade, ir aumentando a quantidade, sem nunca exceder 1 litro.

Onde comprar Carapiá

Dependendo da região onde você mora, o Carapiá pode não ser tão fácil de se encontrar em lojas físicas. No entanto, através da internet, é encontrado com bastante facilidade em lojas virtuais, e grande parte delas entrega em todo o Brasil.

Alguns tipos de loja onde você pode encontrá-la são:

  • Lojas de produtos naturais;
  • Lojas de ervas;
  • Feiras;
  • Mercados municipais;
  • Lojas virtuais.

Se ainda assim tiver dificuldade em encontrá-la, procure em fóruns da internet e em grupos de discussões nas redes sociais.

Preço do Carapiá

É difícil estipular um preço único para essa planta, pois ele pode variar bastante conforme a cidade e a loja. No entanto, na internet é possível encontrar uma embalagem contendo 20g das raízes por cerca de 20 reais.

Carapiá fumo

Algumas pessoas utilizam essa erva para disfarçar cheiros fortes de fumo, como de tabaco e de cannabis. Quando queimada, o seu odor assemelha-se bastante com o de coco queimado. No entanto, o seu sabor é bastante característico e amargo, o que acaba fazendo com que muitos desistam de utilizá-la.

Fumar carapiá faz mal?

Não existem estudos ou pesquisas relacionadas a isso. No entanto, acredita-se que fumar essa erva não traga nenhum tipo de malefício para o organismo.

Carapiá tira cheiro?

Sim, ela é bastante eficiente em disfarçar odores fortes. Quando misturada ao fumo, somente o seu cheiro pode ser sentido.

Contraindicações do Carapiá

Não existem pesquisas que comprovem nenhum efeito colateral negativo relacionado ao uso de carapiá. Como é um produto totalmente natural, acredita-se que dificilmente possa trazer algum malefício para a saúde.

No entanto, jamais deve ser utilizado para substituir medicamentos recomendados pelo médico ou como tratamento único para alguma enfermidade. O ideal é sempre consultar um especialista.

Além disso, algumas pessoas relatam que o contato direto com a planta traz uma certa sensibilidade para a pele, causando pequenas irritações, ardência e vermelhidão, principalmente sob o sol. Portanto, é recomendado sempre lavar muito bem as mãos após manuseá-la para evitar possíveis problemas na pele.

O carapiá é, sem dúvidas, uma planta extremamente benéfica para a saúde humana. Ele pode nos ajudar de diversas formas, como por exemplo:

  • Melhora problemas digestivos;
  • Diminui a retenção de líquidos;
  • Auxilia no tratamento de problemas bucais;
  • Melhora o funcionamento do intestino;
  • Diminui cheiro de fumo;
  • Desintoxica o organismo, fazendo uma limpeza de dentro para fora.

Mesmo sendo um pouco difícil de encontrá-la, com certeza é uma erva que vale muito a pena procurar e ter sempre à mão! Afinal, nada como aproveitar os tratamentos e riquezas que a natureza nos oferece para termos uma vida melhor e mais saudável!