Benefícios da Arnica para a saúde

A Arnica é uma planta pertence à família das Asteráceas, que fazem parte também os girassóis. Aliás, ela é confundida facilmente com eles, mas as folhas da arnica são diferentes, e é aí que podemos diferenciar as duas plantas. A arnica tem uma textura mais aveludada e apresenta pequenos pelos, enquanto que as flores são parecidas.

Benefícios da Arnica para a saúde

Com origem em regiões com clima temperado, a variedade mais conhecida atualmente de arnica é a arnica montana. Ela também é conhecida popularmente como arnica das montanhas, arnica verdadeira ou tabaco das montanhas.

Assim como a maioria das plantas medicinais que são disponibilizadas pela natureza, a arnica é usada há muito tempo por povos de diferentes continentes para o tratamento de várias doenças. Ela é largamente usada no tratamento caseiro de escoriações, lombrigas, mordidas de animais e contra a flatulência. A arnica ainda pode ser usada como diurético.

Como consumir Arnica?

A arnica possui tantos benefícios para o nosso organismo que pode ser usada tanto interna quanto externamente. Para o uso interno, ela ajuda no tratamento de casos de vermes, inchaço e flatulências. Contudo, esse uso só pode ser feito por meio da tintura da arnica ou dos remédios homeopáticos feitos a partir da planta. É importante ressaltar que esses remédios devem ser consumidos sob orientação de médico homeopata, pois a arnica, quando consumida em excesso, pode ser tóxica.

Como consumir Arnica?

Já no seu uso externo, a arnica ajuda na cicatrização de feridas, roturas de ligamentos, lesões desportivas, hematomas, contusões e fibromialgia. Ela é bastante usada por esportistas para o clareamentos dos hematomas, para combater traumatismos, desfazer edemas e outras diversas contusões musculares. Para esses tratamentos, a arnica é encontrada em diferentes formatos:

  • Chá de arnica para compressa

O chá de arnica é feito com as flores da planta e utilizado na forma de compressa para aliviar inchaços e para o tratamento de dores de cabeça, reumatismo e contusões. Ele também é considerado benéfico para o tratamento de problemas de circulação e para gargarejos, no tratamento de dores de garganta e garganta inflamada.

Para preparar a compressa de chá de arnica, é preciso colocar um colher de chá da planta para cada 250 ml de água. Depois de pronto, basta aplicar o chá morno com o auxílio de um tecido sobre a região que deseja tratar. O indicado é fazer a compressa de três a quatro vezes ao longo do dia.

  • Pomada de arnica

A pomada de arnica é feita a partir do extrato das flores verdes da planta. Utilizada desde a antiguidade, ela é comercializada atualmente em lojas e farmácias voltadas para a comercialização de produtos naturais ou fitoterápicos. O uso da pomada é indicado para o tratamento de dores musculares, contusão, artrite e artrose, hematomas e traumatismos. O indicado é aplicar o creme pelo menos três vezes durante o dia na região afetada e, ao mesmo, realizar uma massagem leve com o intuito de potencializar o efeito.

  • Gel de arnica

A função do gel de arnica é bastante semelhante à da pomada, mas ele tem uma textura diferente porque é feito a partir de um extrato concentrado natural da arnica. Ele também deixa a região onde foi aplicado com uma sensação mais refrescante do que a pomada. O gel de arnica pode ser usado para o combate de diferentes dores, assim como hematomas, traumas musculares e torções. Ele também é encontrado em farmácias e lojas de produtos fitoterápicos e naturais.

  • Extrato de arnica

Além do gel e da pomada de arnica, também é possível criar uma solução de extrato de arnica caseira. Ela pode ser usada em contusões, lesões musculares em geral e nas picadas de insetos. Para preparar a solução, coloque em uma garrafa de álcool folhas de arnica e deixa em repouso por pelo menos dez dias. Após esse período, o extrato estará pronto para uso.

Principais benefícios da Arnica para o nosso organismo?

A arnica pode ser encontrada em diferentes formatos (chá, gel, pomada e extrato) e os seus benefícios para o nosso corpo vão além de apenas tratar dores musculares. Conheça outros oito benefícios do consumo de arnica.

  1. Nutre a pele

As flores da arnica são ricas em ácido carbônico, óleos voláteis e flavonoides, substâncias que contribuem para a nutrição e hidratação da nossa pele. Elas ainda ajudam a manter o aspecto mais rejuvenescido. Além disso, essas substâncias possuem propriedades medicinais que atuam acelerando os processos de cicatrização de queimaduras, feridas e exposição excessiva ao sol.

  • Suaviza estrias

Ainda aliada à saúde da pele, as flores de arnica são excelentes aliadas para a suavização de estrias. Isso ocorre porque o extrato da arnica atua amenizando o aspecto estético das estrias.

  • Combate a queda de cabelo

Além de oferecer benefícios para a nossa pele, a arnica também proporciona benefícios para os cabelos. A planta tem um papel essencial na saúde dos fios, pois atua favorecendo o crescimento e fortalecimento dos cabelos, além de atuar no combate à queda e no rejuvenescimento do couro. Em virtude desses benefícios, a arnica é muita usada na fabricação de shampoos.

  • Auxilia no tratamento da caspa

Ainda relacionada à saúde capilar, a arnica também age no tratamento da caspa, um problema conhecido pela presença de pequenas escamas brancas no couro. A planta atua eliminando o excesso de oleosidade do couro cabeludo, o que ajuda a manter os fios limpos e lhes devolve o brilho natural.

  • Favorece a saúde bucal

Além de oferecer benefícios para a saúde da pele e capilar, a arnica também tem benefícios aliados à saúde bucal. Ela é usada para o tratamento de infecções orais, pois ao lavar a boca com arnica podemos prevenir e, até mesmo, ajudar no tratamento de gengivites, dor de dente e piorreia. A arnica pode ser encontrada como um componente de produtos de higiene pessoal.

  • Combate o inchaço pós-cirúrgico

As doses homeopáticas de arnica apresentam ótimos resultados para a diminuição do inchaço que é causado no organismo depois de pequenas intervenções cirúrgicas. Ela é bastante utilizadas no caso de pacientes que são submetidos a procedimentos de artroscopia.

  • Combate a artrite reumatoide

As substâncias anti-inflamatórias presentes na arnica são capazes de ajudar no tratamento da artrite reumatoide, doença inflamatória crônica que afeta muitas articulações, incluindo as das mãos e dos pés. O uso da pomada e do gel de arnica auxilia na redução da dor e da rigidez presente nos pacientes que sofrem com a doença.

  • Alivia dores musculares

As propriedades anti-inflamatórias, que auxiliam no tratamento da artrite reumatoide, também são muito eficazes no tratamento de diferentes dores musculares, assim como contusões e hematomas. Por isso, o uso da pomada ou do gel de arnica são indicados para pessoas que praticam atividades físicas com frequência e atletas.

Há contraindicações para o uso da Arnica?

Apesar de a arnica ser um medicamento completamente natural e apresentar diversos benefícios para a nossa saúde, ela pode apresentar alguns efeitos colaterais quando utilizada de maneira indevida. Entre eles estão tonturas, dores no abdômen, tremores, aumento da pressão arterial, enjoos, vômitos, taquicardia e/ou arritmias, alergias, erupções cutâneas, dermatite, bolhas na pele e intoxicação. Além disso, o consumo da arnica é contraindicado em gestantes, bebês e crianças, pessoas que estejam com feridas expostas, que sofrem com doenças gastrointestinais e/ou renais, que tenham pele sensível e feridas com sangramentos.

Os benefícios do uso da arnica são obtidos quando ela é utilizada de maneira correta e supervisionada por um médico, que deve recomentar o tratamento mais adequado conforme o quadro clínico de cada paciente. Além disso, para combater as doenças e, consequentemente, obter mais qualidade de vida, é necessário estar disposto a rever os hábitos alimentares e adotar a prática de exercícios físicos no dia a dia. O consumo de arnica não elimina a necessidade do acompanhamento médico especializado, assim como a realização de exames clínicos e laborais.